A Casa
 

A Casa da Imagem, da Fundação Manuel Leão, é um espaço cultural de prática e educação artísticas dedicado à investigação sobre a imagem. É sua missão desenvolver-se enquanto um espaço expositivo, experimental e espaço para investigação, formação e aprofundamento nas áreas da arte e da educação, atuando como centro difusor entre arte e comunidade.

Pretende ser um local de aprendizagem, reflexão, produção e partilha dos sentidos que a pessoa constrói na sua relação com o mundo através da imagem.

Na Casa, a experimentação da prática artística permite configurar contextos híbridos em que a imagem é encontrada.
A Casa da Imagem deseja ser um espaço em que a aprendizagem se caracterize pela capacidade de intervir reflexivamente sobre contextos quotidianos através da implicação dos participantes nas atividades. Compreende o ato educativo como uma ação que se centra na aprendizagem que o sujeito desenvolve a partir de si próprio em cooperação com o meio e com o outro. A educação artística, na Casa da Imagem, centra-se na relação próxima entre a experiência e a divulgação artística e cultural e o serviço educativo.

A promoção da relação entre as vertentes educativa e artística far-se-á em função das vivências e expectativas das pessoas que participam neste projeto. Pretende criar um espaço comum, onde se intersetem múltiplas linhas de sentido com orientações diversas: da comunicação e da linguagem, mediais, tecnológicas e lúdicas, históricas e sociais, filosóficas e estéticas, políticas e educativas.

Conheça a Casa através do filme realizado em Super8 na Oficina Alquimia do Cinema da Átomo47, com Ricardo Leite. Ver filme

VISÃO

Construir uma Casa de partilha de experiências e de aprendizagens em que a imagem se apresente como um campo que permite o encontro entre os fazeres próprios de cada indivíduo, a sua afirmação como pessoa e a sua relação com o outro e com o mundo que o rodeia.

PARA QUEM?

A Casa da Imagem é um espaço aberto à comunidade. As suas atividades têm o carácter lúdico e exploratório de desenvolvimento de técnicas e práticas artísticas e destinam-se a um público vasto, entre o pré-escolar e o sénior. desenvolve também formações e ações mais específicas para grupos profissionais da área artística e educativa.

QUE TIPO DE ATIVIDADE?

Atividades de base oficinal: oferece-se do tipo sazonal e anual. Mobilizadas por profissionais de diversas áreas, estas atividades centram-se na partilha e na prática constante da experimentação e descoberta de meios e tecnologias que se concretizam na realização de objetos/ações, sem a imposição de metodologias ou resultados determinados mas abrindo caminho para as descobertas pessoais dos participantes. Atividades de formação profissional: destinam-se a professores do Ensino das Artes Visuais, no âmbito das ações de formação contínua. Vivência artística: o espaço da galeria será um lugar de encontro entre produção e experiência artística implicada no contexto da Casa da Imagem, com uma abertura ao processo de trabalho no tempo da sua exibição. Atividades para público especializado na área artística e educativa: serão organizados workshops, encontros e conferências.

COMO SE ORGANIZA A DINÂMICA DA CASA DA IMAGEM?

Cada linha de atividade terá o seu próprio tempo e espaço de atuação, os seus próprios intervenientes e processos de trabalho particulares. Será essencial que as diversas linhas de atividade encontrem pontos de interseção e que, desta forma, as práticas internas à arte e à educação se contaminem .